ico Dicas de compra
03/07/2018

Taxa de condomínio: o que inclui? E por que pagar?

compartilhe: icone twitter icone facebook icone messenger icone linkedin icone whatsapp icone email

Certamente, morar em apartamento pode ter várias vantagens, entre elas o fato de contar com uma área comum bem equipada além de ótima segurança, pagando apenas um valor fixo por mês. Como é rateada entre as unidades, a taxa de condomínio fica mais barata de acordo com quantidade de moradores. Mas você sabe como ela funciona e o que inclui? Tire agora todas as suas dúvidas!

Como é calculada a taxa de condomínio?

A taxa de condomínio é uma taxa mensal fixa obrigatória. Assim, ela é paga por todos os moradores e que serve para custear as despesas com manutenção das áreas comuns do edifício. Além disso, os gastos com segurança e empregados também estão incluídos.

A vantagem é que, como o total é dividido pelo número de apartamentos, é possível ter mais serviços pagando muito menos do que se fosse uma casa.

Logo, não só os serviços de limpeza, contas de energia, água e benefícios dos funcionários são pagos com esse valor, mas também o conserto e troca de vidros da portaria ou do portão da garagem, por exemplo.

Também, ela está incluído um fundo para melhorias ou fundo de reserva, para gastos inesperados.

Por isso, quanto mais novo o condomínio, automaticamente menor a taxa, e já que como está tudo novo há menos necessidade de manutenção.

O que está incluído

A taxa tem valor fixo, e ela é calculada da seguinte forma:

  • Energia elétrica e água das áreas comuns: calculadas com base no histórico de consumo
  • Custo da portaria: pagamento da empresa responsável, caso o serviço seja terceirizado. E, em alguns casos, de funcionários, como porteiro.
  • Telefonia fixa e móvel: é calculada com base no histórico de consumo.
  • Segurança: pagamento da empresa responsável, caso seja terceirizada, e/ou do sistema de segurança automatizado.
  • Limpeza e jardinagem.
  • Manutenção em geral: como não é possível saber com exatidão o que será gasto, a administração faz uma estimativa.
  • Funcionários: salários e benefícios dos funcionários do condomínio (porteiros, zeladores, faxineiros e/ou seguranças fixos).

Em suma, quando a administração do condomínio decide fazer uma melhoria estrutural ou estética que beneficie todos os moradores, esse custo extra tem que ser aprovado em assembleia.

Síndico e moradores – qual o papel de cada um?

O síndico é o responsável por apresentar soluções para os problemas de forma a beneficiar o condomínio como um todo.

Além disso, cabe a ele a promoção de ações de promoção da saúde do condomínio e aplicar as diretrizes previstas na convenção ou regulamento geral do condomínio.

Dessa forma, cabe aos moradores o direito de usar as áreas comuns de forma harmônica, assim ficam sem prejuízo.

Pensando em morar em um condomínio? Legal, nós da RNI podemos ajudá-lo! Confira no nosso blog as “Vantagens de morar em um condomínio-clube”. No nosso site, temos diversas opções de imóveis deste tipo. Clique e confira!

Receba as nossas novidades de forma exclusiva!

fique por dentro! siga nossas redes sociais: