ico Comportamento
19/12/2018

Registro do Imóvel: Entenda o que é e a importância desse documento

compartilhe: icone twitter icone facebook icone messenger icone linkedin icone whatsapp icone email

O registro do imóvel é o documento mais importante para garantir a sua propriedade sobre o bem. É por isso que é preciso entender melhor como ele funciona! Confira com a gente os detalhes mais importantes:

Durante a compra e venda de um imóvel, é comum as partes oficializarem o negócio por meio de escritura registrada em um Cartório de Notas. É então que o oficial do cartório descreve no documento tudo o que foi acordado entre o comprador e o vendedor. Fica registrado o valor de venda, forma de pagamento, data de entrega das chaves etc.

No entanto, essa escritura não é suficiente para garantir que o imóvel seja seu. Você precisa realizar o registro do  imóvel em um Cartório de Registro de Imóveis.

Parece pura burocracia, mas na verdade esse processo é muito importante para garantir sua segurança na compra de um bem.

Entenda agora como funciona todo o trâmite de registro do imóvel.

O que é o registro de imóvel?

Quando um imóvel é registrado pela primeira vez, é criada uma matrícula: espécie de identidade onde consta todo o histórico de registros e averbações desse bem. É o registro do imóvel.

Ele é importante para o comprador verificar se o bem de fato pertence à pessoa que está vendendo e se não existe qualquer restrição legal que impeça o negócio.

Além disso, essas informações podem ser obtidas de forma simples, por meio de consulta ao cartório ou mesmo pela internet.

Qual é a importância do registro de imóvel?

A legislação brasileira só considera dono do imóvel o comprador que realiza o registro da escritura no Cartório de Registro de Imóveis.

Um exemplo são as transações imobiliárias fechadas por meio de contratos de gaveta. Mesmo havendo escritura registrada em Cartório de Notas, essa não garante a segurança jurídica ao comprador. Aproveitando que o registro ainda está em seu próprio nome, o vendedor pode agir de má-fé e vender esse imóvel para outra pessoa ao mesmo tempo, além de sumir com o seu dinheiro.

Lembre-se: só o registro do imóvel oficializa a transferência e torna o comprador o proprietário legal do bem.

Passo a passo para registrar o seu imóvel novo

Agora que você entendeu a importância de realizar o registro, segue um passo a passo para ajudar você nesse processo.

  • Lavre a escritura em um Cartório de Notas – Apresente cópia do contrato de compra e venda,  dos documentos pessoais do comprador e das certidões e documentos do vendedor;
  • Em seguida, valide a minuta da escritura feita pelo tabelião;
  • Pague taxas e impostos – É o comprador que paga o ITBI (Imposto sobre a Transmissão de Bens Imóveis) e os demais custos de registro;
  • Assine a escritura – O tabelião solicita as assinaturas e encaminha a escritura para o comprador;
  • Encaminhe a escritura para o Cartório de Registro de Imóveis da região do imóvel – Envie cópia das taxas pagas;
  • Por fim, registre a escritura – O cartório tem até 30 dias para entregar a escritura e a nova matrícula atualizada do imóvel no nome do comprador.

Mas atenção: Para o registro do imóvel financiado, são necessários mais dois registros:

  • Registro do contrato de financiamento (instrumento de compra e venda) com análise do agente financeiro;
  • Registro da garantia de financiamento junto ao banco (hipoteca ou alienação fiduciária).

E fique atento! Na hora da compra, procure uma imobiliária consolidada no mercado, que preste toda a assessoria durante todo o processo. Isso irá garantir mais segurança na transação.

Venha conversar com os especialistas da RNI e garanta o melhor negócio!

Receba as nossas novidades de forma exclusiva!

fique por dentro! siga nossas redes sociais: