ico Economia
24/04/2018

Mercado imobiliário: perspectivas para o segundo semestre.

compartilhe: icone twitter icone facebook icone messenger icone linkedin icone whatsapp icone email

O mercado imobiliário é um dos mais importantes setores da economia, principalmente quando representa ótimas oportunidades de negócios. E é justamente o que está acontecendo agora.

As perspectivas para o segundo semestre são animadoras, mas nada de euforia, que é passageira, e o cenário atual tem se mostrado bastante sólido.

Veja por que o horizonte se mostra tão limpo e o investimento em imóveis um negócio tão bom.

Recuperação do mercado imobiliário começou já no segundo semestre de 2017

As perspectivas para o segundo semestre de 2018 são tão boas porque, na verdade, a recuperação começou já no segundo semestre de 2017.

O programa do Governo Federal, Minha Casa Minha Vida, por exemplo, é um grande impulsionador. Ao elevar o limite de renda de R$ 6,5 mil para R$ 9 mil aumentou o acesso ao programa e aqueceu o mercado imobiliário.

Selic e inflação baixas

A recuperação do setor tem sido acompanhada por medidas pontuais e sólidas. Uma delas é a queda da Selic, que em março de 2018 chegou ao seu mínimo histórico: 6,5%.

A redução da Selic amplia o acesso aos financiamentos imobiliários e só é possível graças à queda da inflação. De acordo com o IPCA, ela deve ficar em 4,5% em 2018.

Inflação baixa, mais dinheiro no bolso. O consumidor comum ganha mais poder de compra.

Enquanto os imóveis ainda estão com valor do m² baixo, é hora de aproveitar para investir em imóveis. Afinal, é a Lei da Oferta e da Procura, como em qualquer outro mercado.

Valores baixos atraem investidores, e, quanto maior a procura, maior a valorização.

O que dizem as tendências para o segundo semestre de 2018?

As perspectivas favoráveis para o mercado imobiliário despertam novas tendências. Os aluguéis, por exemplo, estão tendendo a aumentar.

Depois de alta nominal pela terceira vez consecutiva, o indicador de locação residencial do índice FipeZap ficou acima da inflação acumulada em 2018.

Apostar na locação então, é vantajoso. A título de comparação com outras formas de investimento, em fevereiro de 2018, o retorno médio anualizado do aluguel foi de 4,4%.

Ao ficar atento às perspectivas desse mercado, você se identifica com as melhores oportunidades e se prepara para realizar negócios cada vez melhores.

Então quer saber mais sobre o mercado de imóveis em 2018 e as perspectivas para o próximo ano? Confira os outros artigos aqui no nosso blog.

Receba as nossas novidades de forma exclusiva!

fique por dentro! siga nossas redes sociais: