ico Dicas de compra
14/01/2019

Entenda os fatores que podem contribuir para a depreciação do seu imóvel

compartilhe: icone twitter icone facebook icone messenger icone linkedin icone whatsapp icone email

Na hora de buscar um imóvel, muitos consumidores são só empolgação em deixar o aluguel para trás. Mas, com o passar do tempo, acabam esquecendo que algumas atitudes devem ser tomadas para evitar a depreciação de imóveis. Com isso, na hora de uma possível revenda, o investimento acaba não tendo o retorno esperado – ficando aquém na comparação a outros bens semelhantes. Veja o que você deve evitar para valorizar seu apartamento.

Previna-se do mau estado de conservação

Um dos maiores responsáveis pela depreciação de imóveis é o mau estado de conservação. Na hora da revenda, os compradores fogem de unidades que precisam de muitas reformas, têm infiltrações ou acabamentos em mau estado.

Por isso, crie o hábito de consertar imediatamente qualquer coisa que apresentar problemas dentro de casa. É igualmente necessário fazer um verdadeiro check-up a cada dois anos, dando uma geral nos sistemas elétrico hidráulico e renovando a pintura.

Assim, seu imóvel estará sempre com a aparência de novo e atrairá compradores com mais facilidade.

Avalie se vale à pena muitas reformas visando a personalização do imóvel

Evite descaracterizar demais a planta original do imóvel. Você sempre pode quebrar uma parede não estrutural a favor da integração de ambientes, mas é melhor não fazer muito além disso.

Excessos de personalização e modismos tendem a ficar cansativos, cair em desuso e afastar compradores. Lembre-se: o que é bonito para um, pode não ser para outros.

Procure reduzir as intervenções e faça apenas o que puder ser facilmente revertido na hora da revenda.

Lide com esse fato: ausência de garagem desvaloriza o imóvel

Hoje a maioria das famílias tem pelo menos dois carros, por isso a ausência de garagem no edifício é um grande fator de depreciação de imóveis. Então, é importante pensar nesse fator já na hora da compra!

Se o apartamento não tem vaga na garagem, evite a desvalorização oferecendo a possibilidade de aluguel de vagas na compra do imóvel. A facilidade de conseguir uma vaga logo no início do processo de venda, reduz um pouco esse fator de depreciação de imóveis.

Atente-se à falta de uma estrutura de lazer no condomínio

Hoje um dos fatores que mais valorizam os apartamento é a farta estrutura de lazer no condomínio. Ela costuma ser um atrativo bastante forte para quem aprecia socializar ou quem tem crianças.

Para relativizar essa falta, reforce a presença de áreas de lazer mais próximas do edifício, como parques, jardins e até mesmo clubes esportivos. Além disso, destaque seus atrativos e procure enfatizar a segurança das crianças nesses locais.

Cuidado com a documentação irregular

Problemas na documentação é um dos grande fatores de depreciação de imóveis. Procure manter tudo sempre em dia, incluindo esse custo extra no cálculo do financiamento.

Quem deixa para depois, com certeza acaba tendo dificuldades na hora da venda. Para minimizar o problema e conseguir vender rápido, procure abater do valor pedido o alto custo com documentação. Evitando dessa forma a desvalorização do imóvel.

Fique de olho na planta  para identificar espaços mal distribuídos

A planta bem distribuída privilegia o conforto de toda a família. Verifique se não há nenhum espaço na planta que possa ser melhor distribuído. Os apartamento mais antigos, por exemplo, mesmo maiores, costumam ser muito compartimentados.

Você pode eliminar algumas paredes não-estruturais, bem como investir em um conceito aberto, integrando ambientes. Verifique se vale a pena e, como já falamos anteriormente, é necessário ficar atento para não exagerar.

Não há como mudar uma localização ruim

Na hora da compra, busque sempre a melhor localização em relação à acessibilidade, transporte e segurança. Pode parecer óbvio, mas muitas pessoas acabam priorizando o tamanho do apartamento e depois têm dificuldade para revender.

Contornar o problema, nesse caso, é mais complicado. Você pode ressaltar as características positivas do apartamento relativizando a localização. Ainda assim a depreciação de imóveis é inevitável, por isso prepare-se para uma boa negociação.

Em suma, a depreciação de imóveis envolve vários fatores, entretanto, muitos deles podem ser evitados no ato da escolha e também ao longo do tempo. Cuidar melhor do seu bem garante mais conforto e segurança para a família e valoriza cada centavo do seu investimento.

Quer saber mais sobre valorização e depreciação de imóveis? Continue acompanhando nosso Blog. Tem outros posts e dicas! É só clicar!

Receba as nossas novidades de forma exclusiva!

fique por dentro! siga nossas redes sociais: