ico Arquitetura e decoração
08/08/2018

Decoração afetiva personaliza seu ambiente. Saiba como fazer.

compartilhe: icone twitter icone facebook icone messenger icone linkedin icone whatsapp icone email

Saiba como fazer uma decoração afetiva para tornar o ambiente do seu lar único, com alguns passos simples, tais como garimpar objetos antigos ou destacar boas lembranças.

Aposte na decoração afetiva para ter um imóvel cheio de personalidade e acolhedor.

Um lar diz muito sobre seus moradores. Nada é aleatório. Afinal, a escolha dos móveis, cores, a disposição dos elementos nas áreas interna e externa de uma residência revela facetas das diferentes personalidades que convivem no espaço. E, segundo a psicologia, isso é muito importante.

Como a decoração afetiva surge para preencher um espaço importante na psique dos moradores, ela consiste em colocar em destaque objetos com história e valor sentimental. Móveis antigos de família, lembranças de viagens e fotografias que resgatem a personalidade única de cada indivíduo, tudo é valido. Além de enfeitar paredes e cômodos, esse tipo de decoração resgata a história de seus moradores.

DIY, Faça você mesmo!

O bom da decoração afetiva é que dá para fazer você mesmo! E o melhor é que quanto mais você se conhece e se conecta com sua história, mais interessante seu projeto decorativo pode ficar. Logo, reunimos umas dicas a fim de ajudar quem não sabe nem por onde começar.

  • Garimpe objetos

Reúna achados da vovó, como objetos com simbolismo, lembranças de eventos e datas memoráveis, suvenir de viagem, fotografias. Para encontrá-los, faça uma limpeza profunda em seus armários, mas não esqueça de olhar com atenção às coisas que ainda estão na casa dos seus parentes mais próximos.

  • Desengavete e reúna tudo

Lembranças dos mais diversos momentos, inclusive algum objeto ou móvel que esteja quebrado ou sem funcionar poderá passar por uma transformação. Tudo que pareça significativo para você deve ser reunido, para então ser selecionado.

  • Visite lugares da sua infância e juventude

Nessas visitas, é comum encontrar objetos e móveis de família que são significativos para sua história que estão quebrados ou sendo subutilizados. Mas se gosta muito de algo não hesite em pedir. Mas deixe claro para o atual dono que o objeto terá um lugar de destaque na sua nova decoração.

  • Planeje cada ambiente

Uma vez com os objetos que você mais gosta em mãos, eleja seus favoritos e comece a pensar onde se encaixam melhor para fazer bonito em sua decoração afetiva. Por exemplo, uma pelúcia antiga depois de lavada pode ficar linda no quarto do seu filho. Ou um espelho antigo com uma moldura repaginada pode ser o centro das atenções do seu banheiro social.

  • Conserte o que não estiver legal

Enfim, cole, monte, conserte, forre, moldure ou pinte os objetos escolhidos. Uma simples demão de tinta pode fazer milagres por um objeto. E ao mudar de cor, trocar o tecido, o objeto vai parecer novo e sua memória será preservada.

  • Destaque

Use esses objetos como pontos focais da sua decoração. Harmonize, também, com objetos de cores em mesma tonalidade, invista em luminárias ou iluminação planejada para destacá-los ainda mais.

Lembre-se que a organização externa reflete a organização interior.

Sabemos que está em alta uma decoração clean, com móveis planejados para que o ambiente seja mantido organizado. Então, nada de colocar muitos objetos em um só cômodo. A casa pode ter a cara dos donos e dizer muito sobre você e sua história. Aproveite esse mergulho interior que a decoração afetiva promove para pôr ordem e harmonia na casa.

Por fim, se você se interessa por decoração, não deixe de conferir outros conteúdos em nosso blog, clique e fique por dentro de dicas superinteressanes! Boa leitura!

Receba as nossas novidades de forma exclusiva!

fique por dentro! siga nossas redes sociais: