ico Dicas de compra
02/07/2019

Como diminuir a parcela do financiamento do seu imóvel?

compartilhe: icone twitter icone facebook icone messenger icone linkedin icone whatsapp icone email

Antes de mais nada, é preciso destacar o financiamento como um dos principais compromissos financeiros para a maioria dos brasileiros. Uma vez que é a alternativa mais comum para a viabilizar a compra da casa própria no Brasil. O que nem todo mundo conhece são as alternativas para negociar a parcelas para que não se tornem excessivamente pesadas.

Como o financiamento representa uma parte considerável do orçamento familiar é preciso estar por dentro de tudo o que pode te auxiliar nesse momento. Portanto, confira, neste artigo, como é possível reduzir este compromisso.

Entender a parcela do financiamento

Antes de falar sobre as formas de reduzir a parcela do financiamento, é importante compreender como é formado o valor que você paga à instituição financeira todo o mês.

De fato, o financiamento imobiliário nada mais é do que uma forma de empréstimo. Através do banco você solicita o valor necessário para a aquisição da sua casa ou apartamento. E, assim, há a devolução da quantia ao longo do tempo estipulado.

Neste montante que você paga todo o mês estão inclusos os juros, além do pagamento da dívida ou amortização. Esta é a remuneração do banco pela operação e as taxas de administração.

Por isso, veja algumas opções para reduzir o valor da parcela do financiamento.

Negociar com a instituição financiadora

Então, a primeira opção para tentar reduzir o peso da parcela do financiamento é renegociar suas condições diretamente com a instituição financiadora. Para isso, você deve procurar o banco, munido de todas as informações sobre o contrato e solicitar uma revisão.

Além disso, é importante que você apresente à instituição a sua condição financeira detalhada, demonstre qual situação seria a ideal no momento e a sua capacidade de pagamento.

Para isso, utilize o seu tempo de relacionamento com a instituição e a variedade de produtos que você utiliza a seu favor. Tudo isso pode ajudar na negociação!

Amortizar o saldo devedor

Logo, a amortização do saldo devedor nada mais é do que pagar uma parte do montante principal da dívida. Assim, você reduz o valor sobre o qual incidem os juros e os encargos. Com isso, é possível reduzir o valor pago mensalmente pelo financiamento ou o tempo do contrato para encerrar a dívida o quanto antes.

Também, uma outra alternativa bastante comum é utilizar o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para fazer a amortização. Além de abater o saldo devedor, o fundo pode ser utilizado para pagar parte das prestações, até o limite de 80% do valor, durante 12 meses.

Fazer a portabilidade do saldo devedor

Caso as condições do financiamento não sejam favoráveis e a instituição não negocie, é possível realizar a portabilidade do saldo devedor do seu financiamento.

Como resultado, o crédito fará a migração para outro banco, onde as condições sejam mais favoráveis para o seu bolso. No entanto, não se deve avaliar apenas a taxa de juros e sim o Custo Efetivo Total (CET) da operação, que inclui outros encargos do financiamento.

Para isso, não será cobrado nenhum valor extra ao novo banco, já que a instituição anterior não tem como impedir a operação, embora há a possibilidade de uma contraproposta.

Portanto, estas são as principais alterativas para quem deseja diminuir a parcela do financiamento imobiliário. Antes de realizar qualquer operação, estude as condições do mercado e simule as melhores alternativas para o seu bolso.

Quer manter-se informado sobre tudo o que acontece no mercado imobiliário? Então assine nossa newsletter e receba sempre em primeira mão nossas novidades.

Receba as nossas novidades de forma exclusiva!

fique por dentro! siga nossas redes sociais: