ico Comportamento
30/01/2019

6 dicas para evitar acidentes domésticos com crianças

compartilhe: icone twitter icone facebook icone messenger icone linkedin icone whatsapp icone email

Acidentes domésticos: por que acontecem?

Na maior parte das vezes, os acidentes domésticos ocorrem pela falta de hábitos preventivos em casa. Os locais de maior risco e que, portanto, merecem maior atenção são a cozinha, o banheiro, a escada, a sala, o quarto e o quintal.

Para quem mora em apartamento, a vantagem é que a área de acidentes é reduzida, já que não há jardim ou quintal. No entanto, apesar de o risco ainda existir e ser alto, é possível evitar os acidentes com poucas mudanças de hábito.

1 – Use protetores nas tomadas

O choque elétrico é um dos acidentes domésticos mais comuns com crianças. Ocorre, principalmente, por instalações ou aparelhos elétricos sem proteção, fios desencapados e tomadas sobrecarregadas.

Outro fator muito comum é a própria curiosidade das crianças em colocar o dedo no buraquinho da tomada. Por isso, a atenção às instalações e o uso de protetores são fundamentais.

2 – Mantenha produtos de limpeza bem guardados

A ingestão acidental de produtos de limpeza é responsável pela maioria dos casos de intoxicação de crianças. É preciso mantê-los bem guardados e fora do alcance dos pequenos.

Mantenha remédios, produtos de limpeza e qualquer produto químico em armários altos, trancados com chave.

Em caso de ingestão acidental, é preciso chamar ajuda médica pelo 192, identificar a fonte do envenenamento e manter a vítima calma até a assistência chegar.

3 – Cuidado com o cabo das panelas no fogão

As queimaduras são outro acidente doméstico frequente e de alta gravidade. É preciso muita atenção, principalmente com o cabo da panela no fogão.

O cabo deve ficar sempre voltado para dentro, evitando que a criança ou qualquer pessoa esbarre sem querer, derramando o conteúdo fervente sobre o corpo.

Caso algo assim aconteça, deixe a região afetada sob água fria corrente por 15 minutos. Não esfregue nem passe qualquer produto, nem mesmo manteiga ou óleo.

Se a queimadura for maior do que o tamanho da palma da mão ou não provocar dor, chame o 192 imediatamente.

4 – Instale grades ou redes de proteção nas janelas

A curiosidade das crianças pequenas é inegável, assim como sua inocência e falta de medo de altura.

Por isso, janelas e sacadas são potencialmente perigosas. Evite acidentes domésticos instalando grades ou redes de proteção.

Consulte as diretrizes do condomínio para saber se há alguma padronização que deva ser respeitada e invista sempre na segurança da sua família.

5 – Prefira móveis com quinas arredondadas

Quando as crianças começam a andar, são comuns acidentes domésticos nas quinas dos móveis.

Para evitar cabecinhas machucadas e cortes dos supercílios, que costumam sangrar bastante e deixar cicatrizes, escolha móveis com quinas arredondadas.

Para aproveitar a mobília já existente, basta colocar protetores de quina, feitos de materiais emborrachados e facilmente encontrados no mercado, em vários tamanhos.

6 – Não compre beliche para crianças pequenas

Se você tem filhos pequenos e pensa em comprar beliche que já fique para quando crescerem, essa não é a hora. A cama das crianças deve ser próxima do chão e ter grades de segurança. Nos beliches, o risco de queda não compensa a economia posterior.

Com essas dicas de segurança doméstica, é possível evitar acidentes desnecessários envolvendo seus pequenos!

Quer mais dicas para a segurança das crianças em casa? Continue acompanhando nossos posts e compartilhe conosco suas sugestões!

 

Receba as nossas novidades de forma exclusiva!

fique por dentro! siga nossas redes sociais: